All for Joomla All for Webmasters

Histórico

O grupo Rialma iniciou suas atividades há mais de 35 anos com seu então presidente Emival Ramos Caiado Filho. Natural de Goiânia, nasceu em uma família de tradição no meio rural, onde sempre teve contato e experiência com a vida do campo. Formou-se em Engenharia Civil pela UNB – Universidade Federal de Brasília, o que permitiu atuar no segmento de construção civil no início de sua carreira.

Iniciou suas atividades numa pequena fazenda localizada em Alvorada do Norte, Goiás. No começo dos anos 80, foi um dos pioneiros da região na produção de grãos, atuando com bastante afinco para desenvolver sua propriedade rural. Em razão das dificuldades no setor, à época optou por se dedicar à bovinocultura de corte.

Posteriormente, inseriu-se no transporte de grãos em larga escala, onde ganhou notoriedade pela sua grande capacidade e eficiência. Foi graças à sua dedicação e esforço que a atividade lhe gerou lastro que permitiu a Emival Caiado expandir seus imóveis rurais, comprando outra propriedade situada em São Domingos de Goiás. Os desafios eram imensos, poucos eram os produtores que se arriscavam na produção no vale do Paranã, o que tornava a atividade muito difícil. Na ocasião, atuou com a exploração florestal da área, para na sequência formar a fazenda de forrageiras destinadas à produção da pecuária de corte.

Emival Caiado foi também pioneiro no projeto SUDAM, explorando a atividade dentro de uma nova propriedade adquirida em meados dos anos 80, localizada em Natividade, no Estado de Tocantins. Novamente, fora um dos poucos produtores que se arriscaram na região, permitindo assim criar um complexo agropecuário inovador para a época.

Concomitantemente, Emival Caiado explorou atividades de reflorestamento no oeste baiano, atividade pontual que lhe permitiu novas experiências no mundo do agronegócio.

Assim, no final dos anos 90, fora permitido a construção de usinas PCHs privadas, por meio de concessão, o que se tornou um grande atrativo. Foi então que Emival Caiado decidiu diversificar as atividades e iniciou seus estudos de aproveitamentos hidráulicos, em diversas regiões do Estado de Goiás.

Em 1998, após identificação dos melhores aproveitamentos, foi iniciada a atividade no ramo de energia, criando a Rialma S/A – Centrais Elétricas Rio das Almas com o objetivo de desenvolver estudos energéticos para implantação destes potenciais hidrelétricos.

Em 2005, o Grupo Rialma iniciou a construção das PCHs Santa Edwiges I, II e III. O grupo ganhou notoriedade por ser mais uma vez pioneiro, construindo as primeiras PCHs privadas em operação no Estado de Goiás. Hoje, a região, que era carente em energia elétrica, pode se desenvolver contando com a energia gerada por essas PCHs, permitindo o progresso, com a abertura de dezenas de estabelecimentos, graças ao grupo Rialma.

Posteriormente, em meados de 2010 a empresa viabilizou mais dois projetos de usinas hidrelétricas: a PCH Pontal do Prata e a PCH Santo Antônio do Caiapó, ambas em Goiás. Em 2012, iniciou a construção dessas usinas e a exaustiva busca da eficiência por parte do grupo permitiu que fossem construídas em tempo recorde de oito meses cada uma.

Ultimamente possui 68 MW em operação, oriundos de quatro PCHs de sua propriedade após a venda realizada da PCH Santa Edwiges I para o grupo Brookfield em 2007.

A RIALMA hoje vai muito além da agropecuária e das PCHs, sua origem. Atua também na comercialização de energia e mais recentemente no segmento de Transmissão e de Mineração. E novos negócios estão constantemente em análise.

Acreditamos no progresso e no desenvolvimento do país, gerando empregos, criando oportunidades de negócios e produzindo resultados com sustentabilidade.

 

Power by

Download Free AZ | Free Wordpress Themes